Início Notícias Veja quais foram as 10 motos mais vendidas no Brasil até agora

Veja quais foram as 10 motos mais vendidas no Brasil até agora

0
34
Motos mais vendidas no Brasil até agora

Chegamos em abril de 2021 e já é possível medir o comportamento do consumidor nesse primeiro trimestre do ano. O presidente da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) ressaltou que todos os segmentos automotivos sofreram com a queda nas vendas, por conta da pandemia. Com as motos, não foi diferente. Vamos apresentar nesse artigo as 10 motos mais vendidas no Brasil nos três primeiros meses do ano.

Entre janeiro e fevereiro, foram registrados 205.557 emplacamentos de motocicletas, contra 246.833 motos vendidas no primeiro trimestre do ano passado. A queda nessa comparação foi de 16,72%, o que mostra que o mercado, apesar de estar aquecido, não recuperou o ritmo normal ainda.

Em março de 2021, foram registradas 62.290 novos emplacamentos de motocicletas no Brasil. Isso significa que foi 8,27% superior ao registrado no mês anterior.

Confira agora quais foram as 10 motos mais vendidas no Brasil até março de 2021:

Ofertas de motos novas e seminovas você encontra no Usadosbr

Honda CG 160 – 56.013 unidades

A linha CG da Honda conta com um ótimo custo-benefício porque alia baixo valor de manutenção e economia de combustível. As versões disponíveis nessa linha são: 160 Cargo, 160 Fan, 160 Start, 160 Titan e 160 Titan S. 

Honda Biz – 27.308 unidades

Não dá para negar que a Honda Biz é uma das motos mais queridas pelos brasileiros. Isso porque é uma moto muito prática e econômica, com soluções como porta-objetos sob o banco, que acomoda um capacete, por exemplo. 

Além disso, ela possui câmbio semi-automático e um gancho no escudo, ideal para levar sacolas. A Honda Biz aceita apenas gasolina no seu tanque. 

Honda NXR 160 Bros – 20.665 unidades

Conhecida apenas por Bros (ou “Brosinha”), a NXR 160 Bros é um modelo capaz de encarar as lombadas e buracos nas áreas urbanas e qualquer caminho fora do asfalto. Apesar de ser mais alta do que os modelos já citados aqui, a Bros é uma moto fácil de pilotar e apresenta bom desempenho do motor. 

Por ser muito leve, ela apresenta certa instabilidade em estradas muito abertas. No entanto, nos centros urbanos e nas estradas de terra a moto se garante e se mostra preparada para qualquer condição. O seu tanque aceita tanto gasolina como álcool. 

Honda Pop 110i – 16.876 unidades

A Honda Pop é uma guerreira e está sempre pronta para atender as necessidades do dia a dia. É uma moto barata, que conta com um baixo custo de manutenção e é bastante econômica no consumo de combustível. 

Ela não conta com partida elétrica, mas é uma moto fácil de ligar no pedal, pois não exige tanta força. O seu tanque fica sob o banco e aceita apenas gasolina. 

Yamaha Fazer 250 – 6.691 unidades

A Yamaha Fazer 250 conquistou o seu espaço no mercado até chegar na quinta posição no ranking das motos mais vendidas no Brasil em 2021. O modelo novo, traz uma pegada mais esportiva e é até comparada com a MT-03.

O modelo pode fazer até 35 quilômetros por litro segundo a fabricante. Ela conta com freios ABS, faróis e lanternas de LED e painel totalmente digital.

Honda CB 250F Twister – 5.938 unidades

Concorrente da Yamaha Fazer 250, a Twister voltou ao mercado depois de uma “aposentadoria” de mais de 10 anos. A nova Honda CB Twister tem como missão colocar a Honda de volta no segmento de média cilindrada.

Para os modelos 2020 em diante, a moto ganhou cores novas, diversas novidades e o problema antigo com o bloco do motor foi resolvido.

Yamaha XTZ 150 Crosser – 5.819 unidades

A XTZ 150 Crosser é a concorrente da NXR Bros, a terceira moto mais vendida do Brasil. Essa moto foi concebida para ser usada em terreno misto, tanto asfalto como estrada de chão. Ela aposta no visual diferenciado e no bom acabamento, ideal para competir com a Bros.

Yamaha YBR 150 Factor – 5.516 unidades

A Yamaha 150 Factor conta com um design moderno e atual, seguindo a sua versão de 150cc. Além disso, o custo de manutenção dessa moto é baixo, a tornando uma excelente opção para quem está iniciando no mundo das duas rodas. 

A Factor é “magrinha” e compacta. Sua ergonomia garante uma boa posição de dirigibilidade e o banco de dois níveis oferece muito conforto para quem guia e para o garupa. 

Honda PCX – 5.511 unidades

O scooter PCX tem feito sucesso desde seu lançamento em 2013. É uma moto que se destaca pela facilidade de se dirigir e obediência nas curvas. O câmbio dessa scooter é o CVT, se mostrando muito eficiente na moto.

Segundo dados da Honda, sua velocidade máxima é de 102 km/h (exatos 101,9 km/h) e seu consumo urbano apresenta média de 47,5 km/l de gasolina.

Yamaha NMax – 5.501 unidades

Moderna e confortável, a Nmax 160 ABS é ideal para as rápidas mudanças de direção no trânsito. Fácil de pilotar, essa moto une estabilidade com conforto para a rotina do dia a dia. O assento é macio proporciona uma excelente experiência para o piloto e também para o garupa. 

E sob o assento está o porta-capacete, que oferece até 25 litros de espaço. Bom para colocar a capa de chuva e outros objetos pequenos. A Nmax fecha a lista das 10 motos mais vendidas no Brasil.

Qual dessas motos é a sua preferida? Deixe aqui nos comentários. Encontre o modelo de moto ideal para você no Usadosbr!

O que achou do nosso conteúdo? Nos acompanhe também em nossas redes sociais:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (
instagram.com/usadosbr)
YouTube (
youtube.com/usadosbr)
LinkedIn (
linkedin.com/company/usadosbr)
Blog Usadosbr (blo
g.usadosbr.com)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui