Eletromobilidade em alta no Brasil: vendas disparam 146% no primeiro semestre

O mercado de eletromobilidade no Brasil vive um momento de explosão. De janeiro a junho de 2024, foram vendidos no país 79.304 veículos leves eletrificados, um aumento expressivo de 146% em relação ao mesmo período de 2023. Esse número representa um novo recorde para o setor e confirma a expectativa da ABVE de que 2024 termine com mais de 150 mil unidades vendidas, um crescimento de 60% sobre 2023.

Destaques do semestre

  • Mais de 14 mil eletrificados vendidos em junho: o mês de junho foi o terceiro melhor da história para o mercado, com um aumento de 131% em relação a junho de 2023.
  • BEVs dominam o mercado: os veículos elétricos a bateria (BEV) representam 39% do total de emplacamentos no semestre, seguidos pelos híbridos plug-in (PHEV) com 29,5%. Juntos, os veículos plug-in somam 69% do mercado.
  • Brasil se aproxima de 300 mil eletrificados em circulação: com os resultados do primeiro semestre, a frota de eletrificados leves no país chega a 299.735 unidades desde 2012.
  • Novas regras para recarga em edifícios geram incerteza: a indefinição sobre as novas normas de segurança para recarga em condomínios residenciais e comerciais afeta o setor, principalmente em São Paulo, que concentra 34% das vendas de eletrificados no país.
Vendas de carros elétricos bate recorde

Boas e más notícias

  • Movimento positivo: A aprovação do Programa Mover pelo presidente Lula em junho é um marco importante para o futuro da eletromobilidade no Brasil, com foco em veículos mais eficientes e sustentáveis.
  • Desafios: O aumento do Imposto de Importação para eletrificados, que entrou em vigor em 1º de julho, e a indefinição sobre as novas regras de segurança para recarga em condomínios são preocupações para o setor.

Quer comprar um carro elétrico? Clique aqui e confira os classificados do Usadosbr!

Apesar disso, o futuro da eletromobilidade no Brasil é promissor. Com o crescimento da demanda, investimentos em infraestrutura e políticas públicas favoráveis, o país tem potencial para se tornar um dos principais mercados de eletromobilidade da América Latina.

Leia mais

Sair da versão mobile