UsadosBR – Classificado de Carros em todo o Brasil

Crise dos semicondutores: montadoras terão prejuízo de R$ 1 trilhão

Continua no mundo inteiro a crise dos semicondutores e outros componentes, necessário para a produção de peças eletrônicas dos veículos. E o prejuízo já tem números que são assustadores: o rombo em 2021 pode ultrapassar os US$ 210 milhões, ou R$ 1,12 trilhão, segundo consultoria Alixpartners. 

“Certamente parece ser a escassez de oferta mais prolongada que a indústria já viu, porque ainda não acabou. É certamente a mais ampla, pois está em todo lugar, em todo o mundo”, disse Dan Hearsch, diretor-gerente da prática automotiva da Alixpartners. 

Segundo ele, a ideia era iniciar a recuperação do setor no quarto trimestre do ano, mas isso não irá mais acontecer.

O presidente da empresa disse ainda que os lockdowns ‘na Malásia e em Taiwan, provocados pelo aumento nos casos de Covid, adiaram os planos. Ele projetou que as montadoras terão estoques limitados até o fim de 2022. 

As melhores ofertas de veículos novos e seminovos estão no Usadosbr

Demora na entrega

Devido à crise dos semicondutores, as montadoras vão perder a produção de 7,7 milhões de veículos em 2021. 

Isso porque os pedidos de semicondutores estão demorando até 21 semanas para serem atendidos, e a escassez ainda não tem data para acabar. 

No Brasil, a Toyota paralisou a produção em agosto e já avisou que vai paralisar novamente no mês de outubro. 

A Chevrolet também foi muito afetada pela crise dos semicondutores, tendo que fechar uma de suas fábricas por 5 meses, o que implicou na queda das vendas do Chevrolet Onix, antigo líder de vendas. 

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe também em nossas redes sociais:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (
instagram.com/usadosbr)
YouTube (
youtube.com/usadosbr)
LinkedIn (
linkedin.com/company/usadosbr)
Revista Usadosbr (
blog.usadosbr.com)

Sair da versão mobile