Bateria automotiva: quando é o momento ideal para a troca?

Atualmente, com os avanços tecnológicos, e com os constantes lançamentos da indústria automotiva, é cada vez mais comum os carros virem equipados com mais itens de tecnologia. Isso, invariavelmente, torna-os mais dependentes dos seus sistemas elétricos e faz com que necessitem de uma fonte de energia capaz de suprir a necessidade dos equipamentos.

Essa tarefa é desempenhada pela bateria, que é a responsável por armazenar a energia produzida pelo alternador e em seguida alimentar todo o sistema elétrico. A bateria automotiva é, sem dúvida, uma peça vital para o funcionamento do carro. Por esse motivo, é bom saber quando ela não está desempenhando o seu papel corretamente e será preciso trocá-la.

Para ajudar nessa tarefa, listamos alguns sinais que o seu carro pode dar, indicando que é a hora de trocar a bateria. Continue lendo e confira:

Luzes do painel

Essa é, sem dúvidas, a forma mais simples de detectar algum problema relacionado à bateria do seu carro. As montadoras já inserem mecanismos para analisar o funcionamento da bateria e, caso seja detectado mau funcionamento, uma luz indicativa acenderá no painel do veículo.

Dificuldade para dar a partida

Esse pode ser também um grande indicativo de que a bateria do seu carro está com algum problema. Ao girar a chave, pode ocorrer de o motor de partida não ser acionado — como se não tivesse girado a chave —, ou ser acionado e funcionar como se estivesse sem força e lento.

Nesse tipo de situação, é quase certo que o problema esteja na bateria, principalmente se ela já tiver sido utilizada por muito tempo. Mas pode acontecer de ser também o alternador (peça responsável por gerar a energia). Assim, o melhor é procurar ajuda especializada.

Mau funcionamento dos equipamentos elétricos do veículo

Há situações em que a bateria automotiva, mesmo apresentando alguma falha, seja capaz de dar a partida no motor. No entanto, outros sinais podem ser detectados, indicando que ela ou está com algum problema ou está prestes a apresentar. Exemplo disso é o mau funcionamento dos equipamentos elétricos, como os vidros, travas, ar-condicionado, faróis entre outros.

Todos esses itens podem apresentar algum tipo de comportamento anômalo. Os vidros, por exemplo, podem demorar mais para subir ou descer; o ar-condicionado pode não funcionar ou funcionar insatisfatoriamente; as luzes, principalmente a dos faróis, podem ter a luminosidade afetada, iluminando menos, ou mesmo pode ocorrer delas ficarem oscilando.

Se já notou alguns desses sinais no seu carro, é bem provável que algo no sistema elétrico dele esteja com problemas — e é mais provável ainda que seja a bateria. Por fim, é importante destacar que nem sempre será necessário a substituição da bateria automotiva. Há casos em que ela necessita apenas de uma carga completa ou que seja feita a troca da solução líquida que possui.

Pois bem, agora que você tem essas informações, fique atento a esses sinais, seja o seu carro novo ou seminovo. Isso certamente contribuirá para evitar futuros problemas com ele!

Gostou das nossas dicas sobre a bateria automotiva? Ficou com alguma dúvida relacionada ao assunto? Deixe um comentário!

Últimas Notícias

Óleo do motor: qual a hora certa de trocar?

Todas as pessoas que possuem ou pensam...

Quais são as melhores motos para trabalhar com entregas?

Se você está pensando em trabalhar como...

10 carros que menos desvalorizam após um ano de uso

Quem pretende comprar o próximo carro já...